Kakapo History

Don Merton With a Kakapo Chick
Don Merton com uma ave prestes a ser colocada num habitat sem predadores.
Alguma coisa tinha que ser feita e, felizmente para os Kakapos, as pessoas começaram a preocupar-se. Em 1952, O Departamento de negócios internos da Nova Zelândia apelou para que houvesse assistência no repovoamento das ilhas a fim de serem feitos esforços de conservação dessa espécie.De 1958 até aos anos 70, o serviço de vida selvagem fez expedições regulares à àrea de Fiordland e às regiões noroeste de Nelson a fim de serem encontrados sobreviventes desta espécie de papagaios.Este trabalho revelou-se muito dificil porque o caminho tinha de ser feito através de trincheiras e por caminhos muito acidentados, em todo o tipo de climas. Apesar dos esforços àrduos, até 1974 antes de terem sido usados helicópteros, só tinham sido ainda encontradas 8 aves.

Pouco se sabia dos hábitos dos kakapo, apenas se tinha constactado o rápido declínio (1960-70) da população outrora existente. Nos anos 70, os kakapos encontrados foram mantidos em duas frentes protegidas, uma no Fiordland e outra na ilha Stewart. No Fiordland, veados e sarigueiras ainda não tinham chegado aqueles terrenos acidentados e a vegetação ainda sobrevivia intacta. Os predadores também ainda não tinham chegado a àreas tão remotas, situação que rapidamente se modificou. Logo começaram a ser encontrados gatos bravos e doninhas no ultimo local seguro para os Kakapos.

Eventualmente, o número de Kakapos tornou-se tão baixo que tiveram que ser novamente transportados para ilhas sem predadores. Esta situação levou efectivamente a sua extinção nas ilhas principais onde tinha sido muito abundante. O Departamento de conservação está actualmente a dar às aves que restam, uma dieta suplementar para os encorajar a procriar. (Os kakapos só criam e anos em que a comida é abundante, para asegurar a sobrevivênvia dos seus filhotes)
Hoki contempla as suas opções alimentares.

Só existem cerca de 54 kakapos. Como são tão poucos, os conservacionistas estão muito preocupados com o seu bem estar, mais do que algum humano alguma vez esteve. outros pensam que o Kakapo deveria de ser estudado a fundo como o menor impacto possivel, a fim de serem descobertas novas maneiras de os poder ajudar a recuperar a sua taxa populacional. É um assunto dificil. Recentemente uma equipa Internacional foi chamada para calcular, num plano de recuperação, as melhores maneiras de ajudar o kakapo. Foram sugeridas novas pesquisas. Os novos projectos são descritos na actualização de 1988 desta página.

Nota de Fecho